QUEM SOU EU

Minha foto
A FRATERNIDADE IMACULADA CONCEIÇÃO foi fundada em 29 de novembro de 2014.. Desde o final de 2009, reúne-se aos terceiros domingos, às 8:30h, na Paróquia Imaculada Conceição e São Sebastião, no Engenho de Dentro, à Rua Catulo Cearense, nº 26, Rio de Janeiro. Atualmente, somos 8 irmãos professos, 1 formanda, 2 simpatizantes, 2 amigos/visitantes. Temos como assistente espiritual Frei Aender, OFMCap. A Fraternidade Imaculada Conceição (em formação) promove, no primeiro domingo de cada mês, a venda do “Bolo de São Francisco”, cuja renda tornou-se uma pequena contribuição para as obras da Capela de Nossa Senhora da Paz, que está sendo construída na Comunidade Camarista Méier. Os membros da fraternidade participam da equipe de Liturgia na missa que é celebrada no local da construção da capela e de dos diversos serviços pastorais de suas paróquias.

Vídeos

Loading...

Peregrinação Roma / Assis

Peregrinação Roma / Assis
Peregrinação Roma / Assis - 2015 Informações www.qualitaturismo.com.br/italia-20- 29/07

Calendário - Maio - 2015

3/5 - Venda do Bolo de São Francisco
9/5 -Coroa Franciscana das Sete Alegrias de Nossa Senhora- 16 h
17/5 - Reunião geral - 8:30h.
31/5 - Coroação de Nossa Senhora- 8:30h.

domingo, 2 de dezembro de 2012

Bolo de São francisco - 2/12/2012



A venda do último Bolo de São Francisco de 2012 foi um momento muito especial e alegre, marcado já pela magia do Natal.




Nós, da Fraternidade Imaculada Conceição (em formação), sentimo-nos imensamente satisfeitos e gratificados, pois sabemos da importância da venda desse bolo para a construção da Capela Nossa Senhora da Paz. Que Deus continue nos abençoando e nos inspirando em nossa caminhada.

 




Neste mês, junto com o bolo, os paroquianos receberam uma mensagem natalina – O Verdadeiro Sentido do Natal, Frei Fernando,OFMConv.


O VERDADEIRO SENTIDO DO NATAL

O Natal é uma festa linda e única, mesmo que se repita por anos a fios; mesmo que o comércio em seu desvario, invente um monte de baboseiras, falsos personagens e lendas pagãs, tentando tirar a atenção do verdadeiro sentido do Natal do Senhor, para poder vender e lucrar mais; nem assim consegue desviar ou denegrir a verdade da mensagem do Natal.
O Natal é o aniversário da entrada física de Deus neste mundo, pois, até então a humanidade só O conhecia pela fé nas profecias, dando-nos a esperança de que um dia viria até nós. O Natal do Senhor é esse grande dia do cumprimento de todas essas profecias a respeito do Filho do Homem, o Emmanuel, o Deus conosco, Jesus Cristo, nascido em Belém da Judeia, gerado pelo Espírito Santo no seio da Virgem Maria.
Desde então, a cada Natal, a humanidade se rejubila e comemora com grandíssima alegria esse dia em que conheceu a Deus fisicamente; seu nascimento, sua história e o significado de sua vinda, que é a nossa libertação para a Sua Maior Glória. Pois todo aquele que se une ao menino Deus que nasceu em Belém, experimenta como ninguém a libertação dos pecados, a ressurreição dos mortos, a felicidade dos justos e a vida do mundo novo que há de vir.
Feliz Natal Jesus! Agora podemos dizer que conhecemos a Deus, porque o Senhor No-Lo deu a conhecer, nascendo como um de nós no meio de nós neste nosso mundo.
Um Santo e Feliz Natal para todos!

Paz e Bem!

Frei Fernando,OFMConv.

          A Fraternidade Imaculada Conceição (em formação) deseja a todos uma Natal repleto de JESUS!

PAZ e BEM!!

domingo, 18 de novembro de 2012

Rito de Abertura do Tempo de Iniciação & Rito de Admissão ao Tempo de Formação

Fraternidade Imaculada Conceição-Engenho de Dentro-Rio de Janeiro - RJ

Dia 16 de setembro de 2012

Capela do Colégio Maria Raythe,- Tijuca - Rio de Janeiro

Rito da Abertura do Tempo de Formação e Rito de Admissão ao tempo de Formação



Oração da Fraternidade (Devocionário Franciscano - página 580)

Senhor, te peço pela minha fraternidade: “FRATERNIDADE IMACULADA CONCEIÇÃO”
Para que nos conheçamos sempre melhor em nossas aspirações, nos compreendamos mais em nossas    limitações.
Para que cada um de nós, sinta e viva as necessidades dos outros.
Para que nossas discussões não nos dividam, mas nos unam em busca da verdade e do bem.


Para que cada um de nós, ao construir a própria vida, não impeça ao outro de viver a sua.
Para que nossas diferenças, não excluam a ninguém da fraternidade, mas nos levem a buscar a riqueza da unidade.


Para que olhemos para cada um, Senhor, com os teus olhos e nos amemos com o teu coração.
Para que nossa fraternidade não se feche um si mesma, mas seja disponível, aberta, sensível aos desejos dos outros.



Para que no fim de todos os caminhos, além de todas as buscas, no final de cada discussão, e depois de cada encontro, nunca haja “vencidos”, mas sempre  “IRMÃOS”.


E estará começando o caminho que termina no céu. Amém!













Reflexão de 18/11/2012 - O perfil do franciscano secular


Qual vida vale a pena ser vivida?
           - Reflexão sobre a forma de vida franciscana a partir do texto Rubem Alves:

“Todo jardim começa com uma história de amor, antes que qualquer árvore seja plantada ou um lago construído é preciso que eles tenham nascido dentro da alma.
Quem não planta jardim por dentro, não planta jardins por fora e nem passeia por eles.”

- Plantar jardins é uma conversão diária.

Perfil do franciscano secular (Frei Almir Ribeiro Guimarães, OFM)
- Ser discípulo de Cristo vivo e ressuscitado.
- Apaixonar-se pelo Evangelho, que é Jesus Cristo.
- Cultivar e alimentar o comportamento simples e humilde.
- Manifestar cortesia para com Deus, irmão e as criaturas.
- Manter alegria em seu coração.
- Santificar-se no mundo e santificar o mundo.
- Saber que tudo é dom de Deus.
- Promover partilha e solidarização.
- ser missionário simples, anunciando a paz.
- Ser ativo na Igreja.
- Ser arauto da paz, promovendo o diálogo, a reconciliação e o perdão.

Franciscanos seculares: arautos da paz


"Os franciscanos seculares são arautos da paz e sabem que ela deve sempre de novo ser construída, feita e refeita.Assim, procuram eles trilhar o caminho do diálogo, da reconciliação e do perdão." ( Frei Almir Ribeiro Guimarães, OFM)

Bolo de São Francisco de Assis - 3/11/2012

Bolo de São Francisco: com doçura sonhamos e trabalhamos para a construção da Capela Nossa Senhora da Paz!

SANTA ISABEL DA HUNGRIA - Padroeira da Ordem Franciscana Secular


De estirpe real, pois foi filha de André e Gertrudes, reis da Hungria, nasceu em 1207 e recebeu no baptismo o nome de Isabel (Elisabeth), o qual significa ‘casa de Deus’. Aos quatro anos de idade viaja para a Alemanha onde crescerá juntamente com a família do seu noivo, Luís, príncipe da Turíngia e sucessor do rei da Turíngia, Hermano.
Dada a sua vida simples, piedosa e desligada das pompas da corte, concluíram que a menina não seria uma boa companheira para Luís. E por isso perseguiram-na e maltrataram-na, dentro e fora do palácio.
Luís, porém, era um cristão da fibra do pai. Logo percebeu o grande valor de Isabel. Não se impressionava com a pressão dos príncipes e tratou de se casar o quanto antes. O que aconteceu em 1221.

A Santa não recuava diante de nenhuma obra de caridade, por mais penosas que fossem as situações, e isso em grau heróico! Um dia, Luís surpreendeu-a com o avental repleto de alimentos para os pobres. Ela tentou esconder... Mas ele, delicadamente, insistiu e... milagre! Viu somente rosas brancas e vermelhas, em pleno Inverno. Feliz, guardou uma delas.
A sua vida de soberana não era fácil e frequentemente tinha que acompanhar o marido em longas e duras cavalgadas. Além disso tinha o cuidado dos filhos: Hermano, nascido em 1222; Sofia em de 1224 e Gertrudes em 1227.
Estava grávida de Gertrudes, quando descobriu que seu marido se comprometera com o Imperador Frederico II a seguir para a guerra das Cruzadas para libertar Jerusalém. Nova renúncia duríssima! E mais: antes mesmo de sair da Itália, o duque morre de febre, em 1227! Ela recebe a notícia ao dar à luz a menina.
Quando Luís ainda vivia, ele e Isabel receberam em Eisenach alguns dos primeiros franciscanos que chegavam à Alemanha por ordem do próprio São Francisco. Foi-lhes dado um conventinho. Assim, a Santa passou a conhecer o Poverello de Assis e este a ter frequentes notícias dela. Tornou-se mesmo membro da Família Franciscana, ingressando na Ordem Terceira que Francisco fundara para leigos solteiros e casados e sacerdotes seculares. Era, pois, mais que amiga dos frades. Chegou a receber de presente o manto do próprio São Francisco!
Morto o marido, os cunhados tramaram cruéis calúnias contra ela e expulsaram-na do castelo de Wartburg. E de tal forma apavoraram os habitantes da região, que ninguém teve coragem de acolher a pobre, com os pequeninos, em pleno Inverno. Duas servas fiéis acompanharam-na, Isentrudes e Guda.
De volta ao Palácio quando chegaram os restos mortais de Luís, Isabel passou a morar no castelo, mas vestida simplesmente e de preto, totalmente afastada das festas da corte. Com toda a naturalidade, voltou a dedicar-se aos pobres. Todavia, lá dentro dela o Senhor chamava-a para se doar ainda mais. Mandou construir um conventinho para os franciscanos em Marburg e lá foi morar com as suas servas fiéis. Compreendeu que tinha de resguardar os direitos dos filhos. Com grande dor, confiou os dois mais velhos para a vida da corte. Hermano era o herdeiro legítimo de Luís. A mais novinha foi entregue a um Mosteiro de Contemplativas, e acabou sendo Santa Gertrudes! Assim, livre de tudo e de todos, Isabel e suas companheiras professaram publicamente na Ordem Franciscana Secular e, revestidas de grosseira veste, passaram a viver em comunidade religiosa. O rei André mandou chamá-las, mas ela respondeu que estava de facto feliz. Por ordem do confessor, conservou algumas rendas, as quais reverteram para os pobres e sofredores.
Construiu um abrigo para as crianças órfãs, sobretudo defeituosas, como também hospícios para os mais pobres e abandonados. Naquele meio, ela sentia-se de facto rainha, mãe, irmã. Isso no mais puro amor a Cristo. No atendimento aos pobres, procurava ser criteriosa. Houve época, ainda no palácio, em que preferia distribuir alimentos para 900 pobres diariamente, em vez de lhes dar maior quantia mensalmente. É que eles não sabiam administrar. Recomendava sempre que trabalhassem e procurava criar condições para isso. Esforçava-se para que despertassem para a dignidade pessoal, como convém a cristãos. E são inúmeros os seus milagres em favor dos pobres! 
De há muito que Isabel, repleta de Deus, era mais do céu do que da terra. A oração a arrebatava cada vez mais. As suas servas testemunharam que, nos últimos meses de vida, frequentemente uma luz celestial a envolvia. Assim chegou serena e plena de esperança à hora decisiva da passagem para o Pai. Recebeu com grande piedade o sacramento dos enfermos. Quando o seu confessor lhe perguntou se tinha algo a dispor sobre a herança, respondeu tranquila: "Minha herança é Jesus Cristo!" E assim nasceu para o céu! Era 17 de Novembro de 1231.
Sete anos depois, o Papa Gregório IX, de acordo com o Conselho dos Cardeais, canonizou solenemente Isabel. Foi em Perusa, no mesmo lugar da canonização de São Francisco, a 26 de Maio de 1235, Pentecostes. Mais tarde foi declarada Padroeira dos Irmãos da Ordem Franciscana Secular.
Frei Paulo Ferreira.OFM

domingo, 11 de novembro de 2012

Coroa Franciscana das Sete Alegrias

     Os irmãos da Fraternidade Imaculada Conceição  se reuniram para rezar a Coroa Franciscana no último sábado de outubro, dia 27.


          A Coroa das Sete Alegrias de Nossa Senhora, chamada também de Coroa Seráfica ou Rosário Franciscano, compõe-se de sete mistérios, com um Pai-nosso, dez Ave-Marias e um Glória ao Pai, em honra das sete alegrias de Nossa Senhora, consubstanciadas nos seguintes principais mistérios: 
1. Encarnação do Verbo divino;
2. Visitação da Mãe de Deus à sua prima santa Isabel;
3. Nascimento de Jesus; 
4. Adoração prestada ao Divino Infante pelos três reis magos;
5. Encontro de Jesus no Templo;
6. Jubilosa Ressurreição do Salvador;
7. Coroação da Virgem Imaculada no céu.
(http://www.franciscano.org.br/seminario/oracoes/10oracaocoroafranciscanasetealegrias.html)






domingo, 7 de outubro de 2012

Celebrando São Francisco de Assis

Neste ano (2012), nossa Fraternidade celebrou o dia de São Francisco de Assis em alguns momentos:

Dia 4/10 - Missa presidida por Pe. Eli.

Dia 6/10 - Benção dos animais.














Além disso, no primeiro domingo, dia 7/10, o tradicional Bolo de São Francisco, cuja renda é revertida em favor das obras para construção da Capela Nossa Senhora da Paz.

Paz e Bem!!